REPÚBLICA DA ATEIA território: bacia do Mediterrâneo; capital: Ibiza Malta pode ser um último reduto, a gente não se importa.

27.10.08

21.10.08

...

14.10.08

o bolo



12.10.08

10.10.08

novas fronteiras

que tal, e para agradar a gregos e troianas, passar a chamar as coisas pelos nomes. o casamento entre pessoas de sexo diferente passava a ser "casamento entre pessoas de sexo diferente que eventualmente poderão ter filhos", CEPSDQEPTF, o casamento entre pessoas fora de idade fértil (mulheres) seria "casamento entre pessoas de sexo diferente que dificilmente terão filhos naturais", CEPSDDTFN, o casamento entre pessoas de sexo igual que até poderão ter filhos (mulheres), CEPSIQAPTF, o casamento entre pessoas de sexo igual que não poderão ter filhos naturais dos dois elementos do casal, CEPSIQNPTFNDDEC.
já tou a ver toda a gente a usar as novas expressões:
-olha vou fazer um CEPS
- ah sim?, um CEPSD ou um CEPSI?
- bem, na verdade um CEPSDDTFN porque tive de remover o útero há dois anos.

Boomp3.com

9.10.08

assim não

-o facto do casamento não ser acessível a pessoas do mesmo sexo é uma injustiça?
P.S.: é
-então e é também inconstitucional?
P.S.: é
-então é a favor do casamento de pessoas do mesmo sexo?
P.S.:sim, sou
-e vai votar contra dois projecto de lei que resolveriam essa injustiça e inconstitucionalidade?
P.S.:sim porque não é a altura
-então e isso não é manter uma situação injusta e inconstitucional?
P.S.:não, é não fazer o jogo da oposição de esquerda porque na verdade a sociedade não está preparada e é fazer o jogo do P.S. porque as propostas nesta altura representam um maniqueísmo.
-então e não é maniqueísta perder uma oportunidade na assembleia da república de pôr a lei em conformidade com a vossa opinião e com a constituição que foi aprovada por vós?
P.S.:não porque não estava no programa.

mais aqui e aqui

6.10.08

sociedade civil online

já está online o programa sociedade civil de dia 6 de outubro que tem como tema o casamento civil para pessoas do mesmo sexo.

P.S.1: o argumento biológico- os elementos de cada sociedade contribuem de maneira diferente para o desenvolvimento da mesma. se não for com os seus genes (que não é impossível nem carece de médicos no caso de homosexuais) é com o seu trabalho, com o seu pensamento e com a sua "interferência" na forma como a sua sociedade progride. pode ser, por exemplo, o de proporcionar a novos elementos da sociedade que acontece serem homosexuais crescerem sem medos e sem constragimentos.

P.S.2: o argumento tradição - apetece-me parafrasear um anúncio de televisão "a tradição já não é o que era", e dado não estarmos a falar de casamento religioso posso autolinkar. não sendo um contrato estritamente patrimonial, a nova tradição é sobretudo a do casamento dado o relacionamento amoroso.

P.S.3: na verdade tudo isto é inútil quando de um lado se discute com argumentos racionais e pensados e do outro com ideias de moral e tradição. do que eu menos gostei foi de ver os intervenientes contra o casamento para casais do mesmo sexo passarem o tempo todo a tentar nãos resvalar para o preconceito absoluto. de mau gosto foi ver o mário crespo fazer apreciações sobre a qualidade genética dos seus interlocutores.

3.10.08

parlamento dia 10 de outubro

"Para o parlamento no dia 10 de Outubro, meus caros, para, no momento em que se confirme a rejeição dos projectos-lei, quem assiste nas galerias se levante e fique de costas para os deputados que discriminam parte dos cidadãos que representam.

Se não estamos na agenda política da maioria dos deputados, então eles não estão na nossa agenda; se acham que não é oportuno cumprir o imperativo constitucional da nossa igualdade, então nós não achamos oportuno reconhecê-los como nossos representantes. Viremos-lhes as costas em silêncio, sem bandeiras e sem cartazes, tão indiferentes a eles como eles a nós!

Fica a proposta para quem estiver em Lisboa e quiser segui-la."

proposta do Helicóptero no WAT
 
Site Meter